Produtos inovadores

A Amada Miyachi oferece uma vasta linha de equipamentos e sistemas padrão e personalizados para soldagem, colagem, selagem, marcação e corte. Acreditamos na parceria com nossos clientes, do projeto conceitual à produção; soluções de processo inovadoras formam a base de cada produto que criamos.

Produtos


Solda por resistência

Solda por resistência

A solda por resistência é um processo termoelétrico no qual o calor é gerado na interface das peças metálicas a serem unidas ao passar uma corrente elétrica por elas por um tempo precisamente controlado e sob pressão controlada (força). O nome solda por "resistência" deriva do fato de que as resistências das peças de trabalho e dos eletrodos são usadas em combinação ou em contraste para gerar calor em suas superfícies.

Embora a Amada Miyachi America não tenha inventado a solda por resistência, ela aperfeiçoou a tecnologia e foi a primeira a aplicá-la na solda de pequenos módulos microeletrônicos no início dos anos 1950. Atualmente, a Amada Miyachi oferece uma ampla variedade de tecnologias de solda que são utilizadas com sucesso há décadas. As principais tecnologias de solda por resistência incluem a linear CC, inversor de alta frequência, descarga capacitiva e CA. Elas são usadas para solda a ponto por resistência, solda por costura, solda em chanfro, solda por projeção, colagem por compressão térmica, solda de fios e solda de fio isolado.

Quatro parâmetros-chave influenciam a qualidade de solda por resistência e precisam ser monitorados de perto para obtenção dos melhores resultados da categoria: materiais, energia, força de solda e tempo.

Materiais
A metalurgia física dos materiais a serem soldados determina a aplicação das variáveis do processo de solda por resistência. Em geral, existem duas categorias de metais a serem soldados: "condutivos" (como alumínio, cobre, prata e ouro) e "resistivos" (aço, níquel, inconel, titânio, tungstênio, molibdênio) com uma terceira categoria pequena e intermediária ocupada principalmente pelo bronze. Em geral, os materiais eletricamente condutores são também mais termicamente condutores e são mais macios. Para determinar se os materiais são adequados para a solda por resistência, consulte o nosso Aplicativo de soldabilidade de materiais no endereço http://www.amadamiyachi.com/educationalresources/weldability.

energia
A energia é fornecida por uma máquina de solda com um transformador interno ou externo que alimenta e controla a aplicação de calor e tempo no processo de solda por resistência. Em termos gerais, a solda por resistência aplica alta corrente com baixa tensão. Em termos simples, a fonte de alimentação da solda por resistência transforma, modula e controla a energia elétrica da linha de alimentação e a aplica à solda de acordo com uma "programação da solda" definida ou programada por um usuário. Dependendo da complexidade e da dificuldade da alimentação de energia, o usuário pode programar de um a mais de 100 atributos e permutações do processo de solda, e, usando um microprocessador, armazenar esses atributos como uma "programação da solda" exclusivamente definida. A Amada Miyachi America oferece uma gama completa de máquinas de solda a ponto por resistência com 5 a 200.000 A potência de saída, incluindo tecnologias linear CC, inversor de alta frequência, descarga capacitiva e AC, capazes de lidar com aplicações de solda pequenas e grandes.

Força
Um parâmetro-chave dos três tipos de solda por resistência é a pressão ou força de solda. A aplicação adequada e consistente de força melhora o acoplamento dos materiais, ampliando os caminhos da corrente, reduzindo a resistência na interface e garantindo que qualquer óxido entre as peças seja atravessado. Um controle de força que pode ser reproduzido garante a repetição da qualidade da solda por proporcionar resistência elétrica e equilíbrio térmico consistentes. O controle de força também pode ser usado para iniciar a energia de solda quando um nível de força predeterminado for alcançado, geralmente chamado de "disparo de força". Soldas ideais são obtidas quando a força aplicada é exata, reproduzível, temporizada, usada para disparar a fonte de alimentação e regulada tanto para reduzir o impacto inicial como para não se tornar excessiva após a soldagem.

A Amada Miyachi oferece uma completa variedade de modelos de cabeças de solda por resistência, inclusive manuais, acionadas a ar e eletromagnéticas nas configurações de eletrodo de abertura oposta, degrau, série e paralela. A força varia de apenas 0,39 lb a 1800 lb para atender às aplicações de solda a ponto finas e de grande escala.

Monitores de solda em tempo real - também chamados de verificadores de solda - são ferramentas inestimáveis para monitoramento da produção, desenvolvimento de processos e análise da qualidade da solda. Os monitores de solda medem um ou mais dos parâmetros elétricos e/ou mecânicos que se alteram dinamicamente durante o processo de solda, incluindo corrente de solda, queda de tensão entre os eletrodos, expansão e deformação da peça de trabalho, força do eletrodo e deslocamento (movimento) do eletrodo, entre outros. A Amada Miyachi oferece uma gama completa de monitores/verificadores de solda de bancada, manuais e acopláveis a máquinas, alguns com impressoras integradas ou saída RS232.

Por fim, a Amada Miyachi também oferece uma completa seleção de acessórios para solda por resistência para melhorar seus resultados e fornecer segurança adicional. Esses acessórios podem ser subdivididos em algumas categorias básicas, porém importantes: peças manuais para solda por resistência, acessórios de observação e verificação de processos, como microscópios e máquinas de teste de tração; exaustor, resfriadores de água, pedais de controle, medidores de força, eletrodos, entre outros.