Ainda precisa de mais informações?

Notas sobre aplicações, artigos e boletins informativos, download de software, podcasts, aplicativos móveis e mais - obtenha aqui!

Confira no blog as últimas informações tecnológicas, dicas, truques e reflexões sobre nossas aplicações e a equipe de engenharia!

Recursos Educacionais


Resistance spot welding (solda a ponto por resistência)

Solda por resistência é um processo termoelétrico onde o calor é gerado na interface das peças que serão coladas pela passagem de uma corrente elétrica através delas ou por tempo e pressão precisamente controlados (também chamado de força). O nome solda a ponto por "resistência" deriva do fato de que as resistências das peças de trabalho e dos eletrodos são usadas em combinação ou em contraste para gerar calor em suas superfícies.

As vantagens importantes do processo de solda por resistência incluem:

 

  • Tempo de processamento curto;
  • Nenhum consumível, tais como material para brasagem, ferro de solda ou hastes de solda;
  • Operabilidade com segurança devido à sua baixa voltagem;
  • Segurança ambiental, sendo livre de resíduos;
  • Formação de uma junta eletromecânica.


Solda a ponto por resistência é um processo de geração de calor muito simples: a passagem de corrente através de uma resistência gerando calor. Esse é o mesmo princípio usado na operação de serpentinas de aquecimento. Em adição às resistências ôhmicas, a resistência de contato também é um fator importante. As resistências de contato são influenciadas pelas condições da superfície (aspereza, limpeza, oxidação e formação de placas na superfície).

A fórmula geral de geração de calor na soldagem por resistência é:

Calor = I2 x R x t x K


Onde "I" é a corrente que passa pelas peças de trabalho, "R" é a resistência elétrica (em ohms) das peças de trabalho, "t" é o tempo de soldagem (em hertz, milissegundos ou microssegundos) e "K" é uma constante térmica. A corrente de soldagem (I) e a duração da corrente (t) são controladas pela fonte de alimentação da solda por resistência. A resistência das peças de trabalho (R) é função da força de solda e dos materiais utilizados. A constante térmica "K" pode ser afetada pela geometria da peça, pela fixação e pela força de solda.

Os valores da resistência ôhmica e de contato das peças de trabalho, dos eletrodos e de suas interfaces causam e afetam a quantidade de calor gerado. O diagrama (acima, à direita) ilustra três valores de resistência de contatos e quatro valores de resistências ôhmica que, quando combinados, ajudam a determinar o calor gerado.

Consulte Spot welding (solda a ponto) para mais informações

E para obter mais informações sobre o processo de solda por resistência, leia "Fundamentos da solda por resistência", Aplicações de solda por resistência de micropontos e Aplicações de solda a ponto de larga escala.


 

 

Setores relacionados